• +55 12 99200-5000
  • vicente@valecoach.com
  • São José dos Campos - SP
  • Notícias

    Como ajudar o coachee a atingir o estado desejado?

    Um processo de coaching é capaz de transformar a vida de um indivíduo em diversos aspetos. Mas o mais importante é que o coachee consiga atingir o estado desejado.

    A principal razão de existir dos métodos de coaching é fazer com que as pessoas atendidas consigam alcançar o seu objetivo específico. Esse objetivo pode ser perder X quilos em Y meses, conseguir faturar Z na empresa ou então algo apenas qualificável como acabar com as brigas no relacionamento, por exemplo.

    Por alguns motivos, pode acontecer de o coachee não obter sucesso no que se propôs a fazer para chegar até o seu objetivo final. Vamos ver, então, quais são as razões mais comuns e como ajudar o coachee a atingir o estado desejado.

    Autossabotagem

    Esse é um dos motivos mais comuns para alguém não conseguir o que quer na vida, talvez o mais. Muitas vezes o indivíduo nem sabe que está se sabotando, por isso, o papel do coach é alertar o coachee que ele está trapaceando a sua própria vida.

    Uma das maneiras mais fáceis de identificar um cliente sabotador é observar se ele dá desculpas para tudo. Veja também se ele não admite que não se esforçou o bastante para realizar uma tarefa ou enfrentar uma dificuldade.

    A Autossabotagem costuma andar junto das crenças limitantes, da negatividade e da baixa autoestima. O indivíduo acredita que nada de bom acontece para ele e sempre tem uma explicação para isso, colocando a culpa nos outros e em fatores externos.

    Para ajudar o coachee a parar de se sabotar é necessário ser bem firme e trazê-lo para a realidade, já que esse tipo de comportamento não é fácil de ser mudado.

    Quem se sabota está acostumado a fazer isso e tem dificuldade em enxergar que tem o poder de mudar o rumo da sua própria vida. Para ajudar o coachee é necessário mostrar que as suas atitudes, ou a falta delas, está impedindo-o de caminhar rumo ao estado desejado.

    Leave a comment